Reign: A Série Que Vai Te Dominar Nas Férias




Fala meu povo! Seguinte, deixa eu contar para vocês a série que já é dona do meu coração : Reign (Reinado) 
Nos últimos dias, eu fiquei super concentrada nessa série, achei por acaso na netflix e fiquei muito viciada, além de ser uma história verídica, tem uma trama envolvente, ficou curioso? Se prepara porque aqui vai uma lista de bons motivos para você colar a bunda no sofá!


História



Reign narra a trama de Mary Stuart, ou Maria da Escócia, como é conhecida na história, ela é uma rainha desde os seis dias de vida, após o falecimento do seu pai, assumiu o trono. Entretanto sua mãe ocupou o seu lugar como Regente até Mary ter idade suficiente para governar.
Com cinco anos, Mary é mandada para a França, para sua mãe, Marie de Guise, acordar com o Rei Henry (Henrique II) na esperança de salvar a sua filha dos ingleses, que queriam sua coroa e seu trono.
Aos treze, Mary é enviada para um convento, não se sabe se isso é verídico ou se foi apenas usado como um elemento na série mas, ela foi quase envenenada no convento por ingleses. Após essa tentativa, as tropas levam Mary, com quinze anos, para se casar com Francis.



Mary, Rainha da Escócia 



                                                                  Mary e Francis


No primeiro episódio já nota-se as traições, os pecados, os medos, as inseguranças. Mary no inicio parece muito ingenua e frágil, porém com seu grupo de damas de companhia, que ocupam um lugar ilustre na série, ela vai descobrindo pouco a pouco, quem são os verdadeiros inimigos. As aias (termo para Lady) são: Kenna, Alyee, Lola, Greer.



Na história, porém, todas elas tinham nomes iguais, todas se chamavam Mary.

A personagem que eu mais adoro em toda série também é uma das mais cruéis, mas lá no fundo, Catherine de Medici, é a rainha da França, mãe de Francis e esposa de Henry. Ela é muito argilosa, esperta e desperta um humor irônico. Ela faz a vida de Mary um inferno logo que chega a França, mas aos poucos ela vai se revelando uma mãe forte, cuidadosa e esperta, que faz de tudo para proteger os filhos. Na história, foi apontada como cruel, porém sem ela, seus filhos não poderiam ter governado a França, em meio a tantas guerras civis e religiosas.




É importante ressaltar, Rei Henry tinha uma amante, o nome dela era Diana de Poitiers, na série ela teve um destaque bem meia boca, já na história ela foi muito considerada. Assim como representada na série, Diane era extremamente bonita, ela era amante do rei,todos no reino sabiam (o que fazia com que Catherine tivesse uma humilhação pública) 
Ele teve um filho com o rei na série, chamado Bash (crush do coração) sendo considerado o filho preferido do rei, mas na vida real, ela educou o rei, era muito amiga da mãe dele, mais velha (quando Henry se apaixonou por ela ele tinha 12 anos, ela 30) e teve dois filhos, mas nenhum dele.



                                                                   Diane e Henry


                   
                                                                Diane e seu filho na série, Bash


No meio de todos esses personagens e contratempos, Mary precisa se alinhar com a situação em que seu país de nascimento - A Escócia - enfrenta, pois ela, apesar de se casar com Francis, ainda é uma rainha.
O pais divide-se em uma guerra religiosa entre católicos e protestantes, além de pressão dos ingleses sobre Mary. Entre todos os desafios, Mary é uma mulher, forte, justa e apaixonada por Francis.




A coroa inglesa também é muito destacada na série, por nada mais nada menos que a filha de Ana Bolena, Rainha Elizabeth. Ela e Mary se cutucam muito durante a série, mas as duas são claramente, o reflexo uma na outra.




E aí, voces vão ver Reign né? A série tem quatro temporadas, uma história maravilhosa, uma trilha sonora de arrancar o coração e também uma fotografia, figurino, igualmente impecáveis.


Espero que voces curtam tanto quanto eu, boa série.
BEIJO DA MORENA
FUI 



sociais,facebook,fb social instagram,social sociais,tumblr sociais,youtube

Postagens mais visitadas